Tag Archives: bem estar

A arte de respirar bem

17 jan

Respirar, uma habilidade aparentemente simples pode nos impedir de atingir o próximo passo…

Em minha primeira aula de yoga descobri que não basta ter um alinhamento perfeito, uma boa postura ou conseguir manter uma determinada posição é preciso, sobretudo, saber respirar. 

Para aprender a respirar bem, é preciso praticar yoga?  O fato é, quando tomamos consciência dessa força básica da vida, compreendemos que temos uma ferramenta incrível para gerar energia. 

Embasada nisso, um dia andando pela Livraria Cultura encontrei o livro: Os segredos da respiração, de Swami Saradananda (PubliFolha).  O livro ensina valiosas técnicas sobre a arte de respirar, prevenir e controlar problemas físicos e de saúde como: ansiedade, falta de energia, excesso de peso e estresse só para citar alguns.   

Aprendi na prática que podemos usar a respiração para mobilizar a capacidade do corpo em criar e gerenciar nossa energia/força vital.  Com isso, aceleramos nossa frequência cardiaca e nosso metabolismo.  Também podemos usar a respiração para manipular nossa fisiologia, impactando nossos pensamentos, emoções, níveis hormonais e nossos músculos. 

O tempo vai nos provando que não podemos chegar ao próximo nível sem termos a base necessária.  Quando há disciplina e comprometimento conseguimos desenvolver nosso poder pessoal, tanto no mat (tapetinho para a prática de yoga) quanto na vida. 

Ou seja, a respiração consciente não é apenas para quem pratica yoga.

Anúncios

Inspiração de Natal

20 dez

Receber a família e amigos em casa é algo que me encanta.   Escolher uma boa receita, comprar os ingredientes, selecionar a melhor playlist para a ocasião e servir a mesa com elegância – dando atenção aos detalhes – é quase um ritual de boas-vindas. 

Pensando nas festas de final de ano, selecionei algumas idéias como inspiração para a decoração de Natal: mesas e enfeites.

Take a look!

Agora é só usar a criatividade e aproveitar o momento!

Boas Festas!

Com que roupa eu vou?

22 nov

Que mulher não gosta de se vestir bem?   Uma roupa bonita, com bom caimento e bem cuidada; não necessariamente atual (vintage tem seu espaço também) e nem muito cara (há muitas roupas boas e com ótimos preços) nos dá a sensação de bem-estar incrível.  Entretanto, para “vestir-se bem” é preciso, sobretudo, se conhecer.  As roupas que elegemos diariamente em nosso guarda-roupa, estão intimamente conectadas com o nosso estado de espírito.   

Embora sejamos muito mais do que aquilo que vestimos, a imagem que passamos tem uma grande importância, pois ela normalmente traduz aquilo que sentimos, quem somos, e o que queremos transmitir ao mundo a partir de um sentimento subjetivo.  Podemos achar que não, mas essa linguagem não verbal é extremamente importante e permite uma interpretação sobre nossos valores, preferências, necessidades e estilo; seja em qualquer idade. 

É muito mais fácil encontrar uma roupa para vestir quando estamos bem, não é mesmo?  Mas, e quando o sentimento é outro?  Quando estamos mais recolhidos e com menos energia?  Parece que nada combina.  Não seria esse o momento de olhar para nós mesmos? 

Após passar pelo caixa da Tok & Stok, parei para tomar um café.  Isso aconteceu há mais ou menos cinco anos.  Uma mulher alta sentou-se ao meu lado, devia ter uns trinta e poucos anos, cabelos avermelhados, vestia um tailleur muito elegante.  Impossível não observar a bolsa Hermès onde ela procurava o celular – mais atual -, enquanto cruzava as pernas deixando em evidência os sapatos YSL.  O que mais me chamou a atenção foi o contraste entre aquilo que vestia e a falta de vitalidade que chegava a beirar o descuido pessoal.  Esses pequenos detalhes revelaram o inverso da imagem que ela queria passar…

Uma ida ao shopping pode ser bem vinda e muito agradável, porém, o que nos faz resgatar a nossa energia ou mantê-la não será uma roupa ou um objeto novo, mas olhar para o “espelho interior”.  Isso depende inteiramente de cada um de nós. 

Usar cinco minutos do nosso tempo para nos observar diante do espelho como realmente somos e pensar como podemos contribuir para o nosso crescimento pessoal;  não só por meio do que vestimos mas por algo que não se vê, se sente

Um bom “Look do Dia” precisa ter conforto, estilo e beleza, sobretudo, uma mulher disposta a se conhecer melhor!   🙂

Tendência verão 2012

Verão 2012

 

Cuide bem do seu jardim

27 set

A natureza tem a capacidade de nos ensinar com sua perfeita harmonia que, em cada ciclo há sempre renovação.

Era o momento  de desabrochar, florescer, de renovar e crescer.  Acreditar que tudo na vida tem um sentido maior de ser.  Villa das Flores era o meu lar, minha casa, meu cantinho…paraíso particular.  Um condomínio localizado entre o céu e os floridos morros de Campinas; em um bairro chamado Notre Dame. 

Primavera…esse foi o nome do edifício que escolhi para morar com meus filhotes.  Ali, plantamos sementes de uma nova vida… 

Além de regá-las todos os dias, era preciso cultivar a terra, aparar as arestas e harmonizar diariamente o ambiente.  Não dizem que música faz bem as flores e plantas?  Em busca da “melhor harmonia”  John Coltrane, Bill Evans, Chet Baker inundaram meu jardim com suas belas músicas…

E a vista da varanda?  Incrível!  Uma paisagem de tirar o fôlego.   Do alto do meu apartamento podia acompanhar minhas “sementinhas” brincando com os amigos por entre as árvores, rindo enquanto subiam nos galhos mais altos em meio ao verde do nosso jardim.   Inesquecível esse período.

Algum tempo depois, aquelas mesmas árvores tinham crescido.  Estavam altas, bonitas, repletas de  flores e frutos.  Crescemos juntos…Entretando, não cabíamos mais nos mesmos “vasos” de antes.   Era preciso mudar para que continuássemos nos desenvolvendo em um novo jardim. 

Novas experiências e aprendizados.    Não foi fácil deixar esse lugar maravilhoso e repleto de boas lembranças, porém, eu sabia que era preciso avançar.  Mas o que  me confortou naquele momento era saber que as sementes que eu tinha plantado ali deram lindos frutos.  

Há um pensamento que gosto muito: “…O tempo é algo que não volta atrás.  Por isso plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores…” –  William Shakespeare

Que a Primavera traga a renovação para aqueles que cuidam do seu jardim.  E que as borboletas e joaninhas venham até você…

“Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira.” – Cecília Meirelles

Casa & Boas energias

15 set

 

Nossa casa é nosso templo, nosso refúgio.   Sabia que a energia do ambiente pode influenciar a energia das pessoas?

Muitas vezes não sabemos porque sentimos tristeza, apatia, depressão e desânimo, seja em nossa própria casa ou na casa de outras pessoas.  Ambientes desorganizados e pouco iluminados, sem ventilação e luz natural passam uma péssima impressão.     Em contra partida, lugares bem organizados e  iluminados, ventilado e com janelas amplas, nos causam bem-estar.  Flores e plantas, cores e estampas…tendem a gerar uma sensação maravilhosa quando entramos em uma casa assim.  Sentimos uma paz enorme, leveza, vontade de permanecer ali.

Por isso, é fundamental a limpeza diária e a organização em geral, sobretudo, daqueles objetos que vão ficando pelos cantos da casa, acumulando poeira e interferindo no fluxo de energia do local.  

A manutenção e concerto de tudo que estiver quebrado faz uma enorme diferença, pois a desorganização física influi diretamente na desordem mental e emocional.

Por isso, nada de deixar para depois a troca daquela lâmpada queimada, portas rangendo ou a torneira pigando.  Lembre-se que há uma ligação direta da energia da casa com a nossa…porém, o inverso também é verdadeiro.

Uma coisa que gosto muito é, colocar um aromatizador de ambientes na sala.  É muito agradável chegar em casa e sentir aquele cheirinho gostoso.  Nos quartos, as roupas de cama e as de banho, podem ser passadas com uma fragrância suave…faz toda a diferença no humor das pessoas. 

Isso vale para qualquer lugar: casa, escritório, loja… Aliás, existe uma  loja que eu gosto muito, de moda feminina e produtos para casa, que valoriza muito esse cuidado com a energia do ambiente: flores, plantas, fragrância, água, cristais estão bem posicionados pela loja e, para as boas vibrações dela.

Cuidar da nossa e, da energia da nossa casa é um processo diário e contínuo de amor e de carinho, por nós e por aqueles que amamos e queremos bem.

Qual a sensação que você sente ao entrar em casa?

Dança: qual o seu rítmo?

12 set

Filme: Dança Comigo?

Além de ser um ótimo exercício, dançar faz bem para a alma!

Quando dançamos nos conectamos com nós mesmos.  A dança provoca risos, alegria, melhora o físico e estimula os sentimentos, além de aumentar os níveis de serotonina no corpo, provocando bem estar.  E quando nos sentimos bem, conseguimos enfrentar os desafios da vida com uma atitude mais positiva.

Nem sempre nos sentimos estimulados a dançar, porém quando damos o “primeiro passo”, a energia e o humor mudam, significativamente.   Quando estou dançando, a música, o ritmo, a emoção do momento faz com que eu me distancie de tudo.  Não tem como não me sentir bem.  Sinto-me renovada após dançar com meu marido ou na aula de dança. 

Mesmo que você não esteja muito a vontade para dançar, dê uma chance para você.  Dance como se ninguém estivesse vendo.  Desligue sua mente e ligue sua música preferida.  Deixe que o rítmo te conduza. 

Música sempre fez parte da minha vida: primeiro com meus pais, depois na minha própria casa.   Minha mãe adorava e adora dançar até hoje.  Embora eu sempre tivesse vontade de aprender alguns passos, acabei seguindo o ballet quando criança e aeróbica na adolescência.  Mas dançar mesmo, só fui aprender quando conheci meu marido, um excelente dançarino de salão.  Costumávamos sair para dançar juntos, nos divertíamos muito, porém, faltava em mim leveza e confiança.  Até que um dia, me matriculei em um curso de dança…

Além de fazer bem para a mente, a dança mexe com a auto-estima e trabalha a coordenação motora, agilidade, ritmo e percepção espacial; também contribui para a prevenção e o combate do stress e do cansaço.

Salsa, merengue, bolero, samba, forró, street dance, jazz, dança do ventre são ótimas opções  para quem quer entrar em sintonia consigo mesmo, além de ficar com um ótimo astral.

Quem dança seus males espanta!

Por aqui ou por ali…?

19 ago

Às vezes ficamos presos em nossos pensamentos.  Criamos nossos “próprios monstros” que parecem nos impedir de agir. 

A incerteza sobre qual caminho seguir, faz parte do processo de descoberta.  Porém, é preciso agir, dar um passo e depois outro; mesmo que ainda não tenhamos muito claro o caminho que iremos seguir.

A clareza de pensamento vem, à medida que nos envolvemos com alguma coisa.   Só pensar não trás resultado.  É preciso agir, em uma ou outra direção.   A partir desse movimento é possível sentir a nossa escolha, saber se estamos no caminho; e então, decidir seguir em frente ou deixar passar.

Em um determinado momento da minha vida, precisei tomar uma grande decisão.  Não sabia qual caminho seguir.  Tudo parecia confuso, estava insegura, não conseguia exergar adiante…Quando um dia, uma amiga me fez a seguinte pergunta:  “Se você escolher seguir por esse caminho, em 5 anos, como você vê a sua vida?”  Sem que eu tivesse tempo de responder à mim mesma, a primeira pergunta, ela completou: “E se optar por esse outro caminho; é o que você realmente quer para a sua vida?”

Olhar para a frente, fez toda a diferença na minha escolha! 

Se pensarmos adiante, projetar nossa vida para daqui  5 ou 10 anos, esse exercício nos ajudará a tomar decisões mais claras.  Quando visualizamos o cenário com base na realidade atual, fica mais fácil entender aquilo que precisa ser mudado hoje, para alcançar determinado objetivo “lá na frente”.

Há uma frase que eu gosto muito:  ” Quando estiver em dúvida, dê somente o próximo passo, pequeno” – Regina Brett

O que você temia, e que no final acabou sendo mais fácil do que você imaginava?  Vou adorar ouvir sua experiência!

Tenham todas um lindo final de semana!

Bj grande

Banho de harmonia & Bem estar

23 jul

Nada melhor do que um bom banho para relaxar, não é mesmo?  Além de ser um hábito de higiene e de saúde, é uma verdadeira terapia diária.  Os banhos são extremamente benéficos para manter o corpo sadio e a mente em harmonia.  Desde a Antiguidade, os banhos fazem sucesso. Bath (cidade dos banhos), na Inglaterra; banhos finlandeses, a Grécia Clássica, o Egito dos Faraós etc.  E os banhos de água pesada, salgada, no mar Morto, entre a Jordânia e Israel, que fazem quase levitar…

A água tem um papel essencial em nossas vidas.  Todas as formas conhecidas de vida precisam de água.  No corpo humano, precisamos dela para o bom funcionamento geral do organismo.  Na filosofia, a água é um dos quatro elementos da natureza; nas religiões é considerada purificadora.

Valorizar o banho como um momento terapêutico, pode ser simples e essencial para a saúde física e mental.  Para tornar esse momento ainda mais gostoso e especial, – seja de manhã ou à noite, no chuveiro ou na banheira -,  que tal adicionar um aroma suave ao seu banho?   Calêndula, Lavanda, Ylang Ylang…escolha aqueles que possuem propriedades que fazem bem para o seu tipo de pele.  Outra boa dica são os óleos:  essência de camomila, rosa, alfazena, flor de laranjeira, algas marinhas… são renovadores. 

Ao entrar na ducha, imagine que a água que cai está limpando não só o seu corpo mas purificando sua mente também.  Procure relaxar – mesmo que rapidinho para economizar água.  Permita-se sentir a água levando (lavando) embora todo o tipo de tensão, harmonizando as emoções.  Curta a sensação desse momento.  Aproveite cada minuto! 

Transforme seu banho em um ritual de prazer, purificação, beleza e renovação.

Um momento só seu; para se desligar do resto do mundo e se conectar em você!

Conectados: Laços de união

20 jul

Source: HanaP227

Em uma recente viagem ao interior de São Paulo, antes mesmo de chegar ao nosso destino; meu marido e eu paramos em uma cidadezinha localizada nas colinas suaves de um vale, com características simples e charmosas, típicas do interior.    O brilho do sol, ar puro, pássaros cantando, folhas voando, o som das águas descendo o morro…foi nesse cenário que “a vida” nos apresentou uma moça simpática, sorriso nos lábios, tranquila e com sotaque que denunciava sua origem.  

Enquanto escolhíamos – dentre uma variedade enorme de especiarias -, aqueles ingredientes que são a vida e a alma de qualquer tradição culinária -, a moça, com seu jeito próprio de ser,  nos incitava a sentir que o tempo ali, parecia ter outro rítmo e outro sabor…

Pessoas que sequer conhecemos tem uma influência profunda em nossa vida.  Os laços que nos unem seja por uma emoção, um gesto, uma amizade pode afetar nossa vida.   Dependemos das relações sociais para nos moldar, como pessoas melhores.   Os laços fortes são os mais íntimos:  família, melhores amigos, parceiros.  

Nos tempos de hoje, com as mídias sociais, os graus de separação entre as pessoas está diminuindo.  Evidente que ninguém tem 200 melhores amigos, mas é possível manter contato com essas pessoas.  Se somos influenciados, também influenciamos.  Cada pequeno gesto, cada ação conta para moldar o mundo que queremos viver.

Chegando ao nosso destino, enquanto caminhávamos juntos ao ar livre, passou por nós um moço.  Olhou, nos comprimentou com um leve sorriso e seguiu adiante, conduzindo duas pequenas e falantes crianças que estavam montadas a cavalo.  Percebi que ele não me reconheceu, – havíamos estado nesse mesmo lugar, dois anos antes.  Entretanto, isso pouco importava,  pois o seu exemplo de vida,  influenciou e moldou alguma coisa na minha vida.

” A felicidade só é real quando é compartilhada” – Christopher McCandless

Feriado: Desacelerando o Ritmo

24 jun

Fonte:  The St@lker

Feriado para mim tem um sabor especial!  Horário mais flexível, café da manhã (tranquilo) com marido & filhos 🙂 , bate-papo, música, jormais, revistas.  Passeio ou viagens curtas, encontro com amigos.  A dinâmica é outra, a energia muda, o dia parece ganhar mais horas.

Evidentemente que tudo depende do referencial.  Observando um pouco mais de perto, penso que o que afeta nossa percepção de tempo – ou pelo menos a minha – é o quanto estou presente em determinada situação.   Vivenciar o momento, o agora, faz toda a diferença no meu dia a dia.   Quando comecei a ter mais consciência desse processo, notei que as coisas que eu fazia automaticamente (por conta da correria do dia a dia)  não me davam o mesmo prazer que eu sentia ao realizar as mesmas atividades, estando 100% presente – ou quase isso.  A diferença e a sensação de bem estar que isso me traz é incomparável.  Portanto, valorizo muito momentos como esse!

Tenham um ótimo dia!…e bom feriado!!!

Bjs

 

%d blogueiros gostam disto: