Archive | Mulheres Conectadas RSS feed for this section

Casa Nova!

5 set

AVISO:  Mudamos para  www.mulheresconectadas.com.br

________________________

Querid@s leitoras,

É com muito prazer que comunico o novo endereço do Blog Mulheres Conectadas!  A partir de agora vocês poderão acompanhar e compartilhar novos posts aqui: www.mulheresconectadas.com.br

Evidentemente, que a mudança para o novo site não termina aí, esse é um processo contínuo…  Mas como qualquer grande projeto, temos que reservar um tempo para fazer algumas mudanças e modificações, sobretudo, se a palavra de ordem for progredir.

Obrigada por VOCÊ fazer parte dessa mudança!

Te vejo lá 🙂

Beijo grande,

Cristina

Equipe Mulheres Conectadas

Happy Birthday!

21 jul

HAPPY BIRTHDAY! 🙂

Mulheres Conectadas, quero compartilhar com vocês essa data especial! Hoje, comemoro meu aniversário! Início de um novo ciclo  Novas energias e possibilidades. Essa última semana aproveitei para fazer uma limpeza geral… Ou melhor, concluir o processo de “faxina”: da alma, da mente, das roupas para doar…liberando aquilo que não mais se encaixa nesse ciclo que se inicia… Abrindo espaço para o novo entrar!  Pra mim, isso funciona muito bem! Começo hoje um novo ano pessoal: mais leve, mais madura, mais consciente do que efetivamente importa na minha vida…
Feliz aniversário para quem também está comemorando hoje!

Beijo grande
Cris

*imagem: Arun Selvaraj

Vida: verdade ou falsa realidade?

17 jul

As pessoas estão cada vez mais interessadas na superficialidade das coisas. E menos motivadas em aprimorar-se, em trabalhar o seu verdadeiro eu.  Abandonando a si mesmas, se veem projetadas na mídia por meio de pessoas semelhantes a elas, que encontraram no ciberespaço um lugar para exibir seu vazio existencial.

Era tarde.  Jeans, sapatilha e camiseta foi o “Look do dia”[sic] (se é que isso tem alguma importância).  Estacionei o carro em frente ao imponente edifício onde estava minha filha, que mais parecia uma fortaleza com seus altos muros.   Do lado de fora, eu podia apenas ouvir a música da balada.   As tentativas de me comunicar via celular foram em vão…  Ao me aproximar da minha filhota, que ainda não tinha notado minha presença, percebi olhares curiosos de algumas meninas.  Após as devidas apresentações ouvi alguém dizer: sua mãe é perfeita!  

De onde vem isso?

Uma avalanche de blogs focados na imagem da mulher perfeita, sem problemas, sempre impecável e bem vestida – com pouco ou nada a dizer -, tem ocupado uma parte significativa da blogosfera.   No outro extremo surgem blogueiras que se valem do despreparo de outras blogueiras para ridicularizá-las e menosprezá-las. Talvez essa seja a pior maneira de “contribuir” para o desenvolvimento positivo dessa plataforma tão aberta e dinâmica que são os blogs.  Acompanhar essa falsa realidade pode dar a sensação – momentânea – de um bálsamo que “alivia” as imperfeições da vida.  Mas quem é perfeito?

Definitivamente, a vida não se resume em escolher a melhor composição para o “Look do dia”, nem em anunciar o restaurante que estamos, muito menos em fotografar a refeição enquanto esfria no prato.  Quando vejo isso, a sensação é de estar vivendo a celebrização do banal.  Aliás, Leopoldo Pisanello, interpretado por Roberto Benigni no filme de Woody Allen: Para Roma com Amor, faz uma “crítica às convenções de consumo, e das celebridades instantâneas que não tem nada a dizer, nem mesmo um talento considerável para a fama.”    

O movimento

Há um movimento surgindo nos Estados Unidos, sobre honestidade e autenticidade, que vem transformando a blogosfera.  Esse movimento está modificando a forma como as blogueiras escrevem e interagem com seu público.  Intitulado “Things I´m Afraid to Tell You” (Coisas que tenho medo de contar) sugere uma maior transparência e menos perfeição com seus leitores.   Essa síndrome de parecer perfeita o tempo todo, além de passar uma mensagem desconectada com a realidade, tem provocado desconforto no público que acompanha esses blogs.  Mostrar parte da vida e não o todo, ao invés de inspirar e motivar, pode dar margem a sentimentos negativos e de inadequação, para dizer o mínimo.

O TIATTY (iniciais do movimento “Things I´m Afraid to Tell You”) começou quando a blogueira, Jess Constable do Blog Make Unde My Life, postou uma foto de biquíni exibindo uma barriga sarada, de dar inveja.  Evidentemente, o post recebeu milhares de comentários favoráveis.  Essa repercussão a deixou tão mal porque embora tudo tivesse contribuido para que a imagem parecesse “perfeita” naquele momento (iluminação, sol, pose, corte da foto…) faltava o principal: a verdade!  No dia seguinte, ela escreveu um post em desabafo, com o título: Things I´m Afraind to Tell You, revelando uma lista de coisas que a faziam não ser tão perfeita assim: inseguranças, imperfeições, medos e a necessidade de aprovação.  Inclusive, postou uma segunda fotografia tirada no mesmo dia que a primeira foto, dessa vez, com a barriga “normal”.  A partir desse desabafo outras blogueiras se uniram ao movimento, mostrando que nem sempre a realidade condiz com o mundo cor-de-rosa apresentado por elas. Jess finaliza o post: “se você anda se maltratando por ter uma vida aparentemente com algumas imperfeições, esse é o momento de buscar o seu verdadeiro Eu”.

Equilíbrio

Para ser feliz não é preciso buscar a perfeição, mas o equilíbrio.

Quando se busca uma (suposta) segurança nas coisas externas, somos levadas pelo ego a comprar uma falsa ideia de controle.  E assim preenchemos a vida com coisas que achamos que nos trarão segurança, mas, na realidade estamos apenas ocupando esse espaço com coisas que não irão preencher verdadeiramente nossas vidas.

Olhando de fora as coisas podem até “parecer” maravilhosas.  Porém, ideias pré-concebidas de quem você deveria ser, como se portar ou como deve ser a vida de tal blogueira, são ideias que nos impedem de viver uma vida autêntica.   Portanto, é preciso assumir uma postura de auto-aceitação tão forte, que não será necessário procurar em ninguém ou em qualquer coisa um apoio.

 Permita-se assumir a sua verdadeira identidade abrindo mão daquilo que você acha que é a sua verdadeira identidade.  Não seja a sombra de ninguém.  Somos muito melhores sendo nós mesmas, com nossos defeitos e virtudes. 

Seja você mesma.  Estou falando de ser você, autenticamente.  Aquela parte de você que conhece a SUA verdade, que deseja ter uma vida preenchida por valores reais.  Aquela parte de você que está buscando um espaço para aprimorar-se e expressar-se verdadeiramente.  

Talvez essa seja a maior decisão que podemos tomar na vida.  Por que tudo é um reflexo da forma como pensamos e agimos. 

E você, está vivendo a vida de quem?

Beijos

***

Deixo como “trilha sonora” desse post uma das minhas músicas preferidas: This is Your Life, interpretado por Ohm Guru (música original: Banderas).

“Onde está seu propósito de vida?/Onde está a sua verdade?/Você lembra dos seus desejos e sonhos?/Não deixe o mundo capturar suas emoções/Essa não é uma história, nem um livro, nem um jogo…é a sua vida!/Não há ensaio/Nem segunda chance/Essa é a sua vida real”

 

This is your (real) life! 🙂

Happy B-Day: 1 ano!

5 jul

 

Queridas(os) leitoras(es),

Hoje é uma data especial!  O Blog Mulheres Conectadas completa 1 ano!!!

Dedicação, disciplina e amor por esse projeto, foram essenciais para transformar o blog em uma plataforma para trocar experiências, opiniões e percepções.  Além, de nos motivar e inspirar diariamente… O Blog Mulheres Conectadas é um espaço que provoca reflexões e ações, sinalizando possibilidades de mudanças – se não no mundo – pelo menos, em nossa própria vida.  

Agradeço a cada uma das minhas leitoras (leitores também) por todo carinho e motivação que recebi, sobretudo pela confiança e apoio durante esse primeiro ano do Blog.  Participar dos comentários, curtir os posts, enviar e-mails, compartilhar imagens na fan page do Facebook, enviar sugestões… fizeram toda diferença!  Ações essas, essenciais para continuar aprimorando e desenvolvendo o Blog MC. 

Agradeço aos meus amigos e familiares por acreditar e divulgar tão lindamente esse trabalho.  Às minhas queridas e, aos meus queridos “colaboradores conectados” agradeço pela habilidade que tiveram ao sugerir – sob um novo ponto de vista – temas  interessantes referente ao universo feminino.  Nessa mesma linha de raciocínio, agradeço aqueles que – sem saber – direta ou indiretamente inspiraram meu trabalho com suas histórias de vida e superação.

Mulheres, aproveite o que a vida tem de melhor, sobretudo, ofereça o seu melhor para a vida!  Seja uma Mulher Conectada…primeiramente, com você!

Obrigada pelo carinho e, por escolher fazer parte desse projeto.

Beijo grande

Cristina

Mulheres: Ritos de Passagem

2 jul

A vida é um processo contínuo de evolução e descobertas.   Viver a vida alinhada com os  seus propósitos requer coragem para enfrentar com confiança o desconhecido.  

É preciso estar atenta ao “chamado interno”.  Ele vem de pressões internas e externas.  Uma sutil voz que sugere uma transição em determinados momentos da vida; um término e um início; uma mudança de postura; uma transformação da personalidade; um amadurecimento para o limiar de novas perspectivas.   

Ritos de passagem são pontos de término de um caminho para o inicio de um novo percurso, da mesma forma que a lagarta sabe o momento de se transformar em borboleta, por que há algo mais belo adiante.  Toda mulher, intuitivamente, sabe quando algo não está alinhado com quem verdadeiramente ela é.  Como a lagarta, ela deveria voltar-se para dentro dela mesma, num processo de autodescoberta, nem sempre fácil ou prazeroso, porém essencial para emergir dali uma linda e vibrante mulher com asas para voar.

Quando se busca segurança em coisas externas há uma tendência a comprar uma falsa ideia de controle.   É fundamental confiar na capacidade de conscientemente fazer novas escolhas.  Ninguém tem respostas prontas, a não ser aquelas que brotam de você mesma.  As respostas virão na medida em que haja movimentos para a sua elaboração.

Estabelecer uma nova sintonia com você mesma, onde antes o caminho estava bloqueado pelos seus próprios obstáculos, é condição para avançar.  Não há manual ou fórmula.  Cada uma tem seu próprio tempo e maneira de encontrar suas respostas.  O que está em questão são ritos de passagem, não procedimentos.  Quem segue os mesmos caminhos chega aos mesmos lugares, quem inova e arrisca trilha novos caminhos. 

Somos arquitetas de nossas próprias vidas.  A zona de conforto nos mantem inertes.  O primeiro passo é uma atitude mental.  Conecte-se com você! 

O que nos impede de viver o melhor da vida?

 

 

 

Pensamento do dia

14 maio

Nada como começar bem a semana, mesmo que, lá fora, esteja chovendo (como está, aqui em SP).  Depois de passar um final de semana maravilhoso com minha família, e um Dia das Mães inesquecível junto dos meus filhotes, é preciso manter essa energia se quisermos ter uma semana produtiva. 

Esse pensamento tem tudo a ver com isso…

Boa semana Mulheres Conectadas! (conectadas com você e, com a vida)

Eu não me importo com a chuva que cai, afinal… Tenhos meus encontros com o sol. – Mara Chan

Promoção: Mulheres Conectadas & Vila Chocolat

29 mar

Olá, Mulheres Conectadas!
Com a proximidade da Páscoa, criamos uma PROMOÇÃO super bacana para vocês, leitoras do Blog Mulheres Conectadas.
Logo mais divulgaremos como participar. É muito simples!
Fiquem Conectadas!

Fórum CLAUDIA pela Mulher Brasileira

27 mar

O Fórum CLAUDIA reuniu hoje, em São Paulo, mulheres interessadas em: Como transformar sonhos em conquistas?

Paula Mageste, diretora de redação de CLAUDIA abriu o evento, convidando para o debate a atriz Mônica Martelli, a antropóloga Miriam Goldberg e a jornalista Cynthia de Almeida .

Todas nós temos sonhos.  Alguns são mais fácies de realizar que outros.  Porém, é imprescindível sonhar, estabelecer objetivos para que tenhamos sempre o prazer da realização. 

E se não conseguimos realizar um determinado sonho?  Monica Martelli, em um depoimento emocionado contou do sonho de ser mãe.  Após, três tentativas de  gravidez sem sucesso, decidiu dar outro rumo para sua vida. “Precisei entender os sinais que a vida estava me dando.” Foi quando escreveu a peça “Os homens são de marte…e é para lá que eu vou”.    A partir desse novo enfoque, a vida dela melhorou em todos os sentidos.  Hoje, aos 43, ela conseguiu realizar o sonho de ser mãe de Júlia, 2 anos.

Nem sempre as coisas acontecem como agente quer.   É preciso aceitar a possibilidade de novos caminhos para a realização dos nossos sonhos.  Se for preciso, mude o caminho, resignifique sua vida dando a ela um novo sentido. 

Segundo, Cynthia Almeida, há uma tendência nos EUA de que as mulheres querem ser sustentadas pelos maridos e cuidar dos filhos.   Eu interpreto isso como um “desejo” por uma vida mais significativa, do que propriamente, um retrocesso.  É o desejo de fazer algo que dê mais prazer, do que exercer uma atividade profissional muitas vezes pouco gratificante.  Ser mãe, cuidar dos filhos, por exemplo, dá um prazer imediato.

Alguém disse que “a mulher Brasileira sonha em ser leve, estar sorridente e raramente briga”.  Para nós mulheres que temos uma série de atribuições diárias, ser leve todo tempo é praticamente impossível.   Como disse Monica, “As mulheres são mais chatas, reclamam mais, tem mais responsabilidades dentro de casa, no trabalho e com a família…e por isso são mais interessantes.”

Com o passar dos anos, comentou a antropóloga Miriam Goldberg, as mulheres se libertam das exigências da vida, só então se sentem livres para fazer o que quiserem.  A mulher mais feliz, completou, é a mulher na faixa dos 65 anos.  É quando o foco muda do outro para ela mesma: “o meu prazer, os meus sonhos.”

A mulher precisa ser ela mesma com seus defeitos e qualidades.  Sonhar sempre e, se preciso for, reelaborar seus sonhos, para que por um caminho ou por outro encontre um canal para a sua realização.

É tempo de $e planejar

21 mar

As mulheres tem assumido o papel de protagonistas na história de cada família. Não conheço um laço familiar que não tenha existido uma mulher guerreira, forte e determinada.  E não é de hoje.

Por isso, falar em presente pensando em um futuro mais equilibrado é fazer movimentos que resultem em ações positivas em nossas vidas, inclusive financeiramente.    Quantas mulheres administram o lar, ensinam os filhos a lidar com o dinheiro, planejam o orçamento familiar…  Com ou pouco estudo, as mulheres normalmente assumem frente à uma determinada situação.  Muitas vezes, por falta de opção.  Outras, por escolha própria. 

Esse ano, me reuni com um grupo de mulheres dispostas a discutir sobre finanças. Mulheres de faixa etárias e experiências diferentes, porém, com um mesmo objetivo: aprimorar seus conhecimentos sobre finanças.

O encontro aconteceu no prédio da BM&F Bovespa (Bolsa de Mercadorias e Futuros) no centro da cidade de São Paulo.  E aqui o intuito é apenas compartilhar minha experiência com vocês.   

Antigamente, quando se pensava em Bolsa de Valores, inevitavelmente vinha à mente aquele barulhento reduto de homens gritando o tempo todo, em meio ao empurra-empurra do Pregão viva-voz.  Mas hoje, os negócios são feitos eletronicamente.  O amplo salão do Pregão foi reformado para atender melhor o público e ao lado desse espaço, há um charmoso café.

Por meio de eventos focados no público feminino a BM&F Bovespa oferece cursos e palestras com o intuito de orientar o público feminino sobre educação financeira.  O evento do qual eu participei, faz parte de um programa permanente para mulheres e foi especialmente adaptado para o público feminino.  As mulheres por serem mais sensíveis e detalhistas, acabam tendo um bom desempenho na área financeira.

Participei também, de um outro encontro na BM&F Bovespa, ministrado pela economista Tercia Rocha,  para mulheres e homens. Mas nem por isso perdeu o charme, ao contrário, ganhou uma outra perspectiva pontuada na visão feminina e masculina; nessa parceria que vai além do aspecto financeiro.

Informar, aprender e compartilhar experiências com outras mulheres me deu no mínimo, novos parâmetros. Além de ser um ambiente extremamente agradável, não há custo algum para alguns cursos.  Basta apenas inscrever-se no site da Bolsa.

Recomendo mulheres!  É tempo de se planejar!

Alguém já participou? 

!Passando a limpo: Poema Mude

21 mar

Olá,

Gostaria de fazer um esclarecimento referente ao post de ontem, 20/03 – Pensamento do dia – em que cito uma frase, de um poema de  “Clarice Lispector” ou melhor de Edson Marques, sim! 

A frase, “Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade”  é de autoria de Edson Marques e não de Clarice Lispector, como foi divulgado aqui no blog.

Em contato com o autor, que encaminhou a mensagem abaixo ao Blog Mulheres Conectadas,  informo as leitoras(es) do MC que já corrigi o post atribuindo a devida autoria.

Segue abaixo mensagem original.

Obrigada,

Equipe Mulheres Conectadas

 

Clique na imagem para ampliar

 

 

%d blogueiros gostam disto: