Cúpula Mundial das Mulheres em Nova York

11 mar

Hillary Clinton, Tina Brown, Meryl Streep e palestrantes

Quantas mulheres pelo mundo fizeram suas vozes serem ouvidas por meio de sua postura e de sua atitude.  Mulheres que se tornaram exemplo e inspiração para outras e que estão fazendo a diferença.  Líderes que souberam transformar a difícil realidade em um cenário mais promissor para todas nós e, sobretudo, para as próximas gerações.

Nos últimos três dias, acompanhei, via livestream, o Women in the World Summit (Cúpula Mundial de Mulheres).  Esse é um evento que vem ganhando extrema importância e que acontece anualmente nos Estados Unidos – New York. Tem por objetivo reunir líderes femininas de todas as partes para dar voz aos desafios e às dificuldades enfrentadas por mulheres e meninas.  Uma maneira de mobilizar o mundo e trazer em pauta histórias de mulheres que enfrentam ainda nos dias de hoje preconceito e a discriminação de gênero.    

Painéis inspiradores, mediados por mulheres notáveis, deram oportunidade às verdadeiras heroínas do dia-a-dia que lutam por transformação social e igualdade de gênero, contar suas histórias tocantes e assim possibilitar debates, trazendo para a “mesa redonda global” assuntos do universo feminino.   O caso de Talia Leman uma jovem americana de 17 anos que criou uma organização e que hoje cuida de 12 milhões de crianças em quatro continentes, cujo lema é formar e transformar a vida de crianças ao redor do mundo.  randomkid.org

Mulheres extraordinárias e engajadas em questões sociais, fizeram uma belíssima participação: Hilary Clinton, Angelina Jolie, Meryl Streep, Diane von Fustenberg, Chelsea Clinton (filha de Hillary e Bill Clinton) que moderou belíssimamente o painel  “ A Vida Digital das Meninas” mostrando como elas estão usando as mídias sociais como instrumento de empoderamento social  feminino.  Além da elegantíssima e maior autoridade mundial da economia, Christine Lagarde, Diretora-Geral do FMI que soltou a melhor frase da noite: “Se o Lemon Brothers fosse Lemon Sisters , os EUA estariam hoje em uma posição diferente”.

150 Fearless Women (Mulheres destemidas): Foram homenageadas 150 mulheres de diversas nacionalidades por sua força e coragem.  Mulheres que estão revolucionando seu espaço, criando oportunidade de aprendizado e promovendo uma nova geração de meninas, dando voz a muitas outras mulheres por meio da educação , da economia, da política, da arte e da cultura.

Vale destacar o papel essencial que as mulheres têm desempenhado na Primavera Árabe e, na instalação de novos regimes democráticos no Norte da África e no Oriente Médio.

Dentre as homenageadas estão Yoani Sanchez, Christine Lagard, Angelina Jolie, Oprah Winfrey, Lynsay Addario entre outras.  Do Brasil duas personalidades foram eleitas: a Presidente Dilma e a grafiteira Pamela Castro, atuante nas questões dos Direitos Humanos junto às comunidades carentes.   Outro prêmio, criado pelo governo dos EUA, foi entregue por Hillary Clinton e Michelle Obama a major Pricilla de Oliveira Azevedo, em Washington.

O Women in the World Foundation foi criado por Tina Brown, editora-chefe da revista Newsweek e uma das jornalistas mais respeitadas nos Estados Unidos.   Essa nobre causa tem apoio do publicitário Nizan Guanaes/Africa Global que é patrocinadora fundadora do evento.  Nizan também é membro do CGI (Clinton Global Initiative)

É impressionante e triste constatar como um evento de tal importância passou despercebido na imprensa brasileira e, no mundo digital mereceu apenas comentários rasos, pobres, alguns beirando a futilidade, apenas focados na celebrização de algumas pessoas em vez de valorizar o conteúdo e o tema do empoderamento feminino na Women in The World Summit.

Conhecer o trabalho dessas mulheres me inspirou ainda mais.  De chefes de Estado a chefes de família essas mulheres estão moficando o mundo.  A partir de suas próprias plataformas estão combatendo a corrupção, aproveitando as novas tecnologias e rompendo velhos preconceitos.  É preciso nos conectarmos com o mundo, com as pessoas, sobretudo, com nós mesmas.  Somos parte importante da solução de muitos dos problemas que o mundo enfrenta atualmente.  O potencial de cada uma de nós, é único!

Meryl Streep, Chelsea Clinton, Hillary Clinton e Tina Brown

 

Angelina Jolie

Jill Iscol entrevista Talia Leman (17). CEO e fundadora da RandomKid.org

Hillary Clinton - imagens: Marc Bryan-Brown

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: