O segredo do boteco

12 ago

Cada cozinha tem seu sabor, seu aroma, sua presença e sua elegância.  Com clima bem mais informal que o dos restaurantes, o boteco ou botequim é um lugar para encontrar amigos, ter uma boa conversa, e também provar comidinhas tradicionais e saborosas. 

Foi nesse clima que conheci o “Da Gema” no Rio: vencedor da 4º edição do Concurso “Comida Di Buteco”, com o prato Doce Subsolo do Buteco (foto).  Localizado na Tijuca, é simples no ambiente,  mas elaborado e criativo nas receitas; com charme próprio.  A sensação é de estar na casa de amigos. 

Doce Subsolo do Buteco. Tutu de feijão preto com carne seca desfiada, couve, creme de aipim e zeste de laranja montado em camadas.

A Cidade Maravilhosa é um dos redutos desses lugares boêmios, considerados como verdadeiros templos sagrados entre os freqüentadores.

A palavra boteco é o diminutivo de botequim, que por sua vez tem sua origem na palavra botica, que eram os armazéns do início do século, onde se vendia de tudo um pouco.  Um lugar onde os clientes, além de fazer compras, aproveitavam para colocar a conversa em dia.  Com o tempo,  as boticas transformaram-se em ponto de encontro com direito a petiscos e bebidas.

A graça do boteco é justamente essa: conjugar comida, bebida e sociabilidade.  Um prato cheio para a alma.

 Da cozinha do boteco pode sair comida saudável e equilibrada.  Segundo o gourmet Eduardo Maya, idealizador do Comida di Buteco: “A comida de botequim, é uma comida “de raiz”.

No Da Gema a Lasanha de Jiló é um clássico da casa; e olha que foram poucas as vezes que comi jiló.  Imperdível!  O prato é assim:  Lâminas de jiló, intercaladas com queijo e pedacinhos de lingüiça, azeite e molho de tomate, tudo isso levado ao forno.  Meus familiares do Rio sugeriram que  provássemos  o pastel de feijão preto.   Com um formato quadrado, a massa é levíssima e o pastel sequinho;  de dar água na boca.  E o Nacho de carne e queijo, feito com batatas; simplesmente delicioso.  Outro prato que merece destaque é o Fondue da Gema, que também foi premiado no mesmo  Concurso, o ano passado:  creme de milharina com maionese, milho branco, temperos  e mussarela.  Acompanhamentos: linguiça de porco e costelinhas.

Para beber vale provar a Caipisake: kiwi, morango e creme de leite; deliciosa!

O boteco está fora do eixo turístico do Rio.  A Tijuca, segundo os cariocas, é um bairro estritamente familiar.   

Para quem for ao Rio, vale à pena conhecer o Da Gema.

Fondue Da Gema

Pastel de feijão preto

Caipisaque

Anúncios

2 Respostas to “O segredo do boteco”

  1. Andrea Giaffone agosto 12, 2011 às 22:34 #

    oi cris..naada melhor q uma kipirinha de boteco! bj andrea

    • Cristina Cipolla agosto 13, 2011 às 8:32 #

      Oi De!
      Sem dúvida, é uma delícia!
      Ainda mais com um dia lindo, e entre amigos…
      Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: